Como montar seu primeiro Kit de Desenho

Para quem quer aprender a desenhar, a dificuldade as vezes se encontra em escolher os materiais corretos para a empreitada, sem gastar muito e sem desperdícios.

Eu preparei uma pequena lista do que você vai precisar para começar a se aventurar pelo mundo do desenho. Esta lista conta com materiais básicos, para desenhos mais simples, que são essenciais para qualquer desenhista. A principio, não vou incluir materiais avançados ou específicos para uma modalidade artística definida, pois pretendo depois abordar estes temas de maneira mais profunda, junto ao estudo de técnicas.

Vamos lá, papel e caneta na mão? Então tome nota!

Lápis Grafite.

Este é essencial para qualquer desenhista. Mas a sua pergunta é qual o lápis que devo comprar. Para começarmos, é preciso saber que há uma grande variedade de marcas e opções de dureza do grafite, as chamadas graduações.

Quanto mais macio o grafite, mais escuro seu traço. e quanto mais duro, mais claro. Os grafites mais macios tem a especificação B (2b, 4b, 6b,…) e os duros a especificação H (2h,4h….). Mas entre eles, existe um que podemos dizer ser médio. este é o F. O ideal é que você tenha dois lápis mais macios e um mais duro para começar. Recomendo que tenha um lápis 2H, um 2B e um 4B ou 6B. Vale lembrar que quanto mais macio, mais a mina do lápis se deposita sobre o papel, o que facilita na hora de esfumar, mas causa também uma boa bagunça!

Lapiseiras

As lapiseiras podem ser escolhidas por espessura da mina. Estas vão variar de 0.3 (bem fininha, ótima para detalhes), 0.5, 0.7, 0.9, até a 1.6 que tem uma mina grossa como lápis.

Muita gente não sabe mas além da espessura da mina de grafite da lapiseira, é possível também escolher, como nos lápis, a dureza dessa mina. A maioria das vezes, você só vai encontrar minas mais macias para as lapiseiras de espessura mais grossa, pois uma mina fina e macia não funciona muito bem… Escolha de acordo com seu gosto e necessidade, mas eu recomendo pelo menos uma 0.5 pois permite alguns detalhes que só um lápis muito bem apontado conseguiria.

Borracha

Escolha borrachas macias. Borrachas escolares costumam marcar muito o desenho e até “ferir” a fibra do papel. Você pode compra também uma caneta-borracha. Ela é muito útil para você corrigir pequenos detalhes e pode ser apontada com um estilete. Você pode também comprar um limpa-tipos, que é uma borracha “modelável”, que também faz a diferença nos detalhes.

Canetas

Existem inúmeras canetas de marcas, modelos, tipos e preços diferentes disponíveis no mercado. são tantas opções que pretendo tratar disso em um tópico específico. Porém, você pode começar com uma pequena gama de canetas que vai te ajudar. Tenha pelo menos uma caneta de ponta mais fina e uma de ponta mais grossa, para ter opção de espessura de traço. Recomendo as hidrográficas da Faber Castell de ponta fina e média, e você pode também comprar um pincel hidrográfico grosso para preencher as áreas escuras do desenho.

Régua

Tenha pelo menos uma régua. Pode ser a mais simples, mas se quiser uma durável, compre uma de metal. Você também terá a opção de diversos tamanhos. Escolha de acordo com a superfície que você tem disponível, pois uma régua de 50cm se torna inviável para que vai desenhar em uma folha de caderno.

Apontador

Grande parte dos desenhistas odeiam o apontador, pois sua ponta fica de certo modo redonda e sem a possibilidade de chanfros. Eu porém acredito que um bom apontador faz falta. Compre um sem depósito, de boa marca, como Faber Castell para durar bastante. E sempre que perceber que está sem corte, troque!

Estilete

Além de possibilitar pontas mais variadas e permitir a raspagem do grafite o estilete também serve para cortar papeis em formatos diversos. É um instrumento bastante útil. Como o apontador, sempre que perder o corte, troque (você não precisa comprar outro estilete, troque apenas a lâmina).

Lápis Vermelho/Azul

Compre um lápis escolar para traço vermelho ou azul, para obter rascunhos que possam ser escaneados sem ser apagados, desde que você faça a arte-final do desenho em preto, e selecione a opção de Preto e Branco no escaner. Vou explicar melhor este processo também em outro artigo.

Prancheta

Quando eu falo prancheta, não estou me referindo às de desenho técnico profissionais, pois estas são um investimento alto (mas vale a pena, quando puder). Falo das pranchetas tamanho ofício que você encontra em qualquer papelaria, a um baixo custo. Existem algumas de madeira, acrilico e metal, com ou sem grampo para prender o papel, e estas opções tem preços variados ( entre R$3,00 e R$12,00). Eu queria uma um pouco maior. Procurei uma loja que vende pranchas de MDF e comprei um corte de 40x60cm. Cabe no colo e dá pra colocar, além da folha, lápis, borracha e outros utensilhos. comprei também um grampo na papelaria pra prender o papel quando necessário. Isso ficou em R$13,00 ( a prancha de  MDF  já cortada e o grampo).

Luminária de mesa

Ideal para quem gosta de desenhar a noite ou em ambientes que dispõem de pouca luz. Não tente desenhar no escuro. Você vai cansar sua visão e o resultado nunca será tão bom quanto um desenho feito sob boa iluminação. Eu comprei uma luminária  de leitura com grampo, para prender na minha prancheta, por R$30,00 na minha cidade. É bem legal pois é leve e fácil de transportar e você pode escolher a intensidade da lâmpada de acordo com sua necessidade.

Lista completa de materiais

Espero que esta listinha ajude você a começar, e com o tempo, você vai adquirindo outros materiais e experimentando novas técnicas. Quando se der conta, não terá mais espaço pra guardar tanta coisa!

Acha que faltou alguma coisa? Comente!

 

« »

© 2017 Fogo no Lápis. Theme by Anders Norén.